Atualmente, existem diversas redes sociais, cada uma com um papel específico — inclusive para promover o crescimento profissional. Se esse for um objetivo seu, você precisa saber como usar o LinkedIn, seguindo boas práticas e utilizando seus recursos da melhor maneira.

Em linhas gerais, a plataforma social apresenta diversas oportunidades, entre elas, possibilidade de networking, divulgação de conteúdos próprios e acesso a vagas de emprego abertas em nível mundial.

Neste artigo, explicamos a relevância do LinkedIn e como você pode se destacar e crescer profissionalmente com a ajuda da rede. Abaixo reunimos mais dicas para você!

Relevância do LinkedIn para o marketing profissional

O LinkedIn é voltado principalmente para carreiras e interesses profissionais. Lá você pode se conectar com colegas antigos (e atuais) com quem já trabalhou, fornecedores, clientes, parceiros de negócios, colaboradores e, até mesmo, pessoas que ainda não conhece. Muitos mantêm um perfil na rede com objetivos semelhantes ao seu — o que é perfeito para fazer contatos de negócios, networking e expandir sua rede.

Aliás, para ter sucesso no LinkedIn, é preciso ser um usuário ativo. Além de seguir as boas práticas, como explicaremos mais adiante, interagir com a rede social com frequência — comentando, fazendo conexões e publicando atualizações de status — ajuda a dar mais visibilidade para o seu perfil. Isso pode render mais oportunidades interessantes.

Nessa rede social, é possível manter uma lista de contatos, encontrar mais informações sobre pessoas e possíveis parceiros comerciais, fazer conexões e aproveitar oportunidades de aperfeiçoamento e vagas de acordo com seus interesses profissionais.

Dicas de como usar o LinkedIn

Para ter um perfil reconhecido e atrativo, é recomendado seguir algumas práticas. Separamos as mais importantes para aqueles que querem utilizar a rede com o objetivo de ter visibilidade e crescer profissionalmente. Confira nos tópicos a seguir!

Gere conteúdo relevante

Assim como o Facebook, o LinkedIn também tem um feed — aquele local no qual você acompanha a atualização de seus amigos e de páginas e recebe alguns anúncios. É importante não só interagir com a publicação de seus contatos, por meio de comentários, curtidas e compartilhamentos, mas também escrever.

Lembre-se de que essa é uma rede profissional, portanto evite publicar atualizações sobre temas polêmicos, como política e religião. Você precisa fazer com que suas conexões percebam o valor de seus posts e sintam vontade de respondê-los — o que fará com que mais pessoas visualizem seu conteúdo e seu perfil ganhe mais notoriedade e você, mais seguidores.

Uma boa dica é publicar novidades sobre o seu setor/carreira e curiosidades sobre o seu dia a dia na empresa. Seja breve, claro e sucinto e conte histórias. Caso queira escrever artigos maiores, utilize o miniblog. Para isso, clique em “escreva um artigo” no mesmo local de atualização de status.

Se você mencionar pessoas ou empresas em seus conteúdos, utilize o símbolo @ na frente do nome para que o contato seja notificado e um link criado para seu perfil.

Faça novas conexões e networking

Para fazer novas conexões no LinkedIn é muito fácil. Toda vez que vir um perfil no seu feed, em grupos ou na seção Minha Rede, por exemplo, você pode posicionar o mouse sobre o link e enviar uma solicitação ou seguir o contato.

Porém, o uso da busca avançada do LinkedIn é uma forma mais eficiente de fazer networking com pessoas que tenham o perfil que você deseja. Para tanto, basta utilizar a funcionalidade com palavras-chave do seu interesse. Exemplo: se você é um gerente de marketing e está procurando novas oportunidades de negócios, pode pesquisar por gestor de vendas e filtrar os resultados por localidade, escolhendo sua cidade.

Você também pode pesquisar sem utilizar palavras-chave. Basta clicar no símbolo da lupa que aparece ao posicionar o mouse sobre o campo de busca que o LinkedIn mostrará algumas sugestões com base em seu perfil.

Evite spam

O LinkedIn não é uma rede social indicada para fazer propaganda de seus produtos ou serviços. Logo, evite enviar mensagens para suas conexões com ofertas e conteúdo publicitário. Isso, nessa rede social, é inconveniente. Lembre-se de que é necessário passar valor para sua audiência.

Por outro lado, isso não quer dizer que você não possa fazer marketing no LinkedIn. Se esse for um dos seus objetivos, utilize uma página de empresa e a mencione algumas vezes, mas dentro do contexto de um status ou artigo.

Escolha uma foto adequada

O LinkedIn é uma rede social profissional, portanto sua foto também deve ser. Evite imagens de viagens, com amigos ou muito informais. É claro que algumas áreas de atuação — em especial as mais criativas, como arquitetura, artes e design — não exigem tanta formalidade, mas, ainda assim, é preciso que haja bom senso.

O ideal é que a foto seja de boa qualidade, somente de rosto e com um fundo neutro. Vale mencionar que alguns profissionais gostam de utilizar um efeito preto e branco.

Complete e otimize o seu perfil

Inclua o máximo de informações possíveis: cursos, formação profissional e educacional, foto, breve descrição, competências e interesses. Atualize seu LinkedIn quando ganhar algum prêmio, certificado ou mudar de emprego, pois além de indicar que o seu perfil está atualizado, se você quiser, suas conexões serão notificadas. Caso fale outra língua e deseje internacionalizar seu network, insira seu currículo em outros idiomas.

Você terá que incluir informações, então por que não otimizar a escrita para facilitar que seu perfil seja encontrado por possíveis parceiros comerciais e recrutadores? Além disso, inclua palavras-chave importantes que o descrevam como profissional em várias seções do seu perfil, em especial no título e no resumo.

Não sabe quais palavras-chave escolher? Você pode, por exemplo, utilizar o Keywordtool.io ou o SEMRush para ter algumas ideias, além de analisar perfis de outros profissionais da sua área.

Utilize os grupos

Não hesite em participar ativamente de grupos no LinkedIn, mas lembre-se da boa prática sobre evitar fazer spam na rede social. Fomente discussões interessantes, publique conteúdos, troque experiências e interaja com outros integrantes.

Além do aprendizado natural, esse engajamento permite que você envie algumas mensagens aos participantes. Também é possível criar grupos sobre temas relevantes para o seu setor e estabelecer-se como uma referência ou um influenciador, divulgando conteúdos, ideias e, até mesmo, gerando novos leads.

Envie um InMail de apresentação

Ao enviar uma solicitação de conexão, muitas pessoas terão dúvidas se devem ou não aceitar, pois não o conhecem ainda. Uma maneira de contornar isso e aumentar a taxa de aceitação de convites é enviando um InMail de apresentação, informando quem você é e por que está entrando em contato.

Para fazer isso é muito fácil, basta ir no perfil da pessoa e clicar em Enviar um InMail. Se a opção não estiver disponível de imediato, passe o mouse sobre a seta para baixo ou clique em “Mais” ao lado do botão de conexão e o selecione. Algumas vezes, o LinkedIn vai oferecer essa opção ativamente quando você enviar um convite novo.

Importância de saber diferenciar o perfil de cada rede

Em geral, as mídias sociais são espaços para compartilhar o dia a dia e as opiniões. As fotos de viagem são um sucesso no Instagram. No Facebook, as atualizações de status sobre política são toleradas. Já no Twitter, os memes são uma graça.

Por sua vez, essas ações não são bem-vistas em uma rede social profissional e, quando acontecem, podem incomodar muitas pessoas que estão ali para aprender, trocar valores e fazer negócios. Evite piadas e polêmicas. Seja sucinto e, em seus conteúdos, busque compartilhar novidades e informações interessantes. Levando em consideração todos esses aspectos, você terá aprendido como usar o LinkedIn.

Gostou deste artigo? Aproveite que está por aqui e veja também o que a transformação digital exige dos novos líderes. Boa leitura!

HQT
Autor

Escreva um comentário

Share This