Trabalhar com estratégias de marketing digital deixou de ser um diferencial para se tornar uma imposição de mercado. Com a grande concorrência e os consumidores cada vez mais digitais, é essencial que as empresas se movimentem para promover ações em mídias como sites, blogs, redes sociais, e-mails marketing e outros.

Nesse cenário, é natural que existam algumas dúvidas em relação a quanto investir no marketing digital. Estar presente nos meios online, por exemplo, não elimina por completo a necessidade de investir no marketing offline.

Neste texto, vamos entender quanto investir nessa estratégia quando comparado ao orçamento para o marketing offline. Explicaremos que a proporção dos gastos deve seguir aquilo que o seu diagnóstico e o planejamento de marketing indicar, assim como a identificação de onde está o seu público e quais são as metas a serem batidas.

Por fim, vamos mostrar que o digital tem soluções mais em conta e orçamentos “personalizáveis”, o que permite um controle mais apurado da verba de marketing. Confira!

Como definir estratégias online e offline

As estratégias online têm ganhado cada vez mais espaço no mercado pelo seu poder de alcançar os consumidores, o que significa, geralmente, um retorno sobre investimento (ROI) alto. Colocando-as em prática da forma adequada, não haverá necessidade de grandes investimentos, uma vez que as ações são direcionadas para o público certo.

Já no caso das estratégias offline, podemos destacar as propagandas em rádios, TVs e revistas, além de anúncios em outdoors, panfletos, brindes e muitos outros. Geralmente, essas estratégias demandam mais recursos do que o marketing digital, mas os resultados podem não ser tão assertivos e específicos como acontece no mundo da internet.

Isso, no entanto, não quer dizer que o marketing offline não tenha seu espaço. O ideal é entender a realidade do negócio, a fim de integrar as estratégias de marketing digital e offline da melhor forma possível.

Quanto investir em marketing

Uma dúvida recorrente dentro das empresas é: quanto investir em marketing e quanto desse orçamento deve ser revertido para o mundo online e para o universo offline? Antes de qualquer coisa, é preciso deixar muito claro que não existe uma resposta pronta ou uma receita de bolo. Deve-se analisar cada caso.

Com o avanço da internet e dos meios digitais, os consumidores mudaram seus comportamentos e seus hábitos e isso obrigou as empresas a se reinventarem no universo digital. Com infinitas possibilidades na web, é essencial que as marcas entendam que o cliente do século 21 quer interagir e ser parte das ações de comunicação.

Além disso, é válido dizer que as estratégias de marketing digital também permitem algo sem precedentes na relação entre marcas e consumidores: a mensuração dos resultados em tempo real. Cada atividade pode ser devidamente acompanhada e, assim, é possível ter feedbacks das pessoas em tempo real.

O marketing offline, por outro lado, continua tendo efetividade em suas ações. A questão, portanto, não é abandonar o marketing tradicional para direcionar todos os esforços para a web. Nesse sentido, o ideal é equilibrar o planejamento e o orçamento voltado para o marketing, a fim de otimizar os resultados ao integrar os universos online e offline.

Mesmo que um negócio seja feito totalmente pela internet, alguns momentos da jornada do cliente serão realizados offline. Por isso, geralmente, o mais adequado é combinar a mídia offline com a mídia online. A proporção dos gastos deve seguir o entendimento da persona e os objetivos e metas que devem ser conquistados.

Então, o ideal é montar um planejamento cuidadoso, com os elementos essenciais para uma melhor tomada de decisões. Entre as questões que devem ser definidas, é preciso que você atente para:

  • objetivos e metas de curto, médio e longo prazos;
  • tempo que cada campanha durará;
  • público-alvo e persona de cada objetivo;
  • plataforma e formatos de atuação;
  • distribuição dos recursos entre o que foi planejado;
  • expectativas dos resultados em cada ação.

Quais as vantagens do marketing digital

O marketing digital chegou para democratizar as estratégias de marketing. Se antes nem todas as marcas poderiam investir em uma estratégia na TV, no rádio ou na revista, por exemplo, hoje em dia empresas de todos os portes podem trabalhar com ações de marketing digital ou com links patrocinados no Google e nas redes sociais.

Um outro diferencial é que as estratégias de marketing digital são bastante “personalizáveis”, ou seja, é possível direcionar as ações para atrair e conquistar as pessoas que de fato têm alguma relação com a sua empresa. Isso significa que são os usuários certos para se tornarem consumidores do seu negócio.

Isso é uma excelente vantagem, uma vez que economiza recursos — afinal de contas, você deixar de investir recursos com usuários que não têm o menor interesse em seus produtos ou serviços —, passa a conhecer seu público de forma mais efetiva, tornando-se cada vez mais especialista em conquistá-lo e fidelizá-lo.

Esse é um dos grandes segredos por trás do real valor do marketing digital. Outro grande benefício é que, como dissemos, é possível fazer a análise e a mensuração dos resultados de marketing digital — ao contrário das campanhas e anúncios do marketing tradicional — em tempo real.

Nesse sentido, podemos dizer que, antes da web, muito dinheiro foi gasto em ações que não geraram os resultados esperados. Atualmente, a facilidade de obter dados e informações das campanhas online é essencial para a continuidade de uma estratégia de sucesso.

Métricas como o Retorno Sobre Investimento (ROI) e o Custo de Aquisição de Clientes (CAC), por exemplo, não só podem como devem ser analisadas em tempo real. Dessa forma, é possível que as empresas reconheçam suas falhas rapidamente e avancem em suas melhorias. Isso, há até pouco tempo, era algo impensável.

O que achou da implementação das estratégias de marketing digital combinada às ações de marketing offline? Conforme mostramos ao longo do texto, em geral as ações de marketing digital são mais baratas e personalizáveis, mas uma estratégia não anula a outra. São práticas complementares e, quando bem aplicadas, trazem os resultados esperados pela empresa.

Se você gostou deste artigo, aproveite para conferir como promover conexões verdadeiras entre a agência de marketing e o cliente.

HQT
Autor

Escreva um comentário

Share This