fbpx

Uma pesquisa realizada pela plataforma Linkedlin indicou que, por mais que a presença das mulheres dentro do mercado de trabalho cresça frequentemente, em alguns segmentos, elas ainda não apresentam grande participação. O estudo indicou que no interior dos setores de tecnologia dos países observados —  Índia, México, Espanha, EUA, Canadá, Holanda, Reino Unido, Itália, França e Austrália —  não chega a 40% o percentual de vagas ocupadas por mulheres.

Apesar das dificuldades e barreiras que o gênero precisa enfrentar cotidianamente, muitas mulheres vêm trabalhando para mudar esse cenário, sobressaindo-se nos setores dominados por homens.

Quer conhecer quem são essas mulheres na liderança no mercado e as mudanças que estão realizando? Então continue lendo o nosso post!

Qual é a representatividade da presença da mulher no mercado?

Atualmente, não é tão raro ver mulheres ocupando cargos estratégicos dentro de empresas – AINDA BEM!

Elas vêm tomando decisões de alto comando que não só influenciam as estratégias dos empreendimentos, como também se tornaram peças essenciais no processo de reorganização social e cultural, mudando o mindset no mercado acerca do seu trabalho.

Para além de direitos iguais e salários equitativos, as mulheres também anseiam ascensão no mercado e cargos de chefia.

Elas representam cerca de 50% do mercado de acordo com a OIT (Organização Mundial do Trabalho) e o percentual delas em cargos de diretorias executivas, CEOS e especialistas no Brasil chegou a 29% no ano de 2018, segundo a pesquisa do IBR (International Business Report).

Uma pesquisa da consultoria MCKinsey, apresentada em 2018, aponta que negócios que têm mulheres na liderança tem 21% a mais de desempenho financeiro.

Mulheres no comando de empresas tem fortalecido as decisões e visões alternativas aos negócios, principalmente quando necessitam dialogar com o gênero feminino. Por exemplo, a Activia, que reposicionou sua linha incluindo mulheres na comunicação da empresa, a fim de ter porta-vozes mais próximas da mulher atual e utilizando as experiências de suas gestoras para desenhar a estratégia da marca.

Que tal conhecer alguns dos postos de liderança que elas ocupam e algumas das mulheres mais influentes no mundo? Continue lendo o post e saiba mais!

Quem são essas mulheres e quais cargos estão ocupando?

O mercado de tecnologia e de desenvolvimento é conhecido por ser dominado pela figura masculina.

Contudo nem sempre foi assim: as mulheres não só já foram majoritárias nessas áreas como também pioneiras! A programação começou em meados de 1842, quando a matemática Ada Lovelace escreveu o primeiro algoritmo. Muito tempo depois, durante o período da Segunda Guerra Mundial, foi o trabalho das mulheres que abriu portas para o tipo de desenvolvimento tecnológico que temos hoje.

Assim, durante décadas, as responsáveis pelos avanços que usufruímos atualmente foram mulheres. Elas estão sempre por trás de grandes mudanças, e nos dias de hoje isso não mudou.

Com isso em mente, confira agora algumas das figuras femininas que são referências no mercado devido aos seus trabalhos!

Sheryl Sandberg

O cargo de direção de operação é  funcional, e abrange o marketing e contabilidade de uma empresa, sendo uma das peças-chave para um rendimento empresarial de ponta.

Uma pessoa que sabe lidar com esse cargo é Sheryl Sandberg, que é diretora de operações do Facebook desde 2008. Ela é muito conhecida pelo grande público devido ao seu trabalho de diminuir a desigualdade de gênero presente no mercado de tecnologia.

Em 2012, Sheryl estava entre as 100 pessoas mais influentes do mundo, indicada pela revista estadunidense Time.

Lisiane Lemos

O trabalho de solucionar e dar suporte para empresas que trabalham com tecnologias é essencial na atualidade, e uma pessoa que se destaca nesse trabalho é a Lisiane Lemos!

Especializada em soluções de suporte para a Microsoft, a profissional foi reconhecida pela Forbes, revista estadunidense de negócios e economia, como uma das jovens que mais fazem diferença no Brasil.

Lisiane já palestrou e foi mentora em diversas marcas, como SP Stars, Bloomberg e Revista Voto. Além disso, já atendeu empresas como a Petrobrás, Banrisul e BRF.

Luiza Trajano

Empreender no Brasil nunca foi tarefa fácil, ainda mais na atualidade. O cargo necessita de pessoas com competência para elaborar novos processos e desenvolvimento.

Um exemplo é a empresária Luiza Trajano, que comanda a Magazine Luiza, que hoje opera em mais de 16 estados. Ela também conquistou outras lojas, como a Líder (Campinas, SP), Wanel (Sorocaba, SP) e a Madol (Paraná e Santa Catarina).

Luiza foi uma das pioneiras em vendas virtuais no Brasil e desde os 12 anos trabalha no ramo. A partir disso, nunca parou de evoluir até chegar ao topo de uma das maiores redes comerciais.

Mary Barra

CEO é o cargo que está em primeiro lugar dentro do ambiente operacional de uma empresa. O cargo detém a responsabilidade de executar todas as diretrizes exigidas pela parte administrativa do negócio.

Há 4 anos, a administradora Mary Barra aceitou ser a primeira mulher a comandar uma grande montadora de veículos. Ela conseguiu alavancar o negócio e recuperá-lo após um recall de 30 milhões de automóveis.

Mary, atualmente, está na GM há 36 anos, com uma carreira solidificada e dando ótimos resultados. Por exemplo, ela foi uma das contribuintes para a melhora das vendas internas nos EUA.

Ela diz que ainda deseja mais: ela planeja criar pesquisas de automóveis mais sustentáveis e menos custosos, entre outras ideias inovadoras.

Consideramos que os exemplos de lideranças femininas têm que ser exaltados e o papel de todos nós é trazer o debate da equidade de gênero para o cotidiano. Afinal, o futuro é feminino!

HQT
Autor

Escreva um comentário

Share This