fbpx

Quando você lê uma revista ou um livro, percebe alguma diferença com relação aos formatos de textos que, geralmente, são utilizados em artigos em blogs da internet ou em redes sociais? Já notou que esses conteúdos costumam ser mais curtos, com muitos intertítulos e espaçamentos? Bem, isso é prática da redação publicitária e tem uma razão para acontecer.

Nesse artigo, explicamos como as mudanças tecnológicas e o marketing digital modificaram essa área da gestão e compartilhamos dicas para escrever de maneira apropriada, mantendo o tom de voz da marca e seu posicionamento. Vamos lá?

Evolução da comunicação

A melhor maneira de fazer marketing muda de acordo com a época a qual estamos vivendo, acompanhando as evoluções da sociedade. Anos atrás, você poderia falar sobre os benefícios dos seus produtos e de quão perfeita é a sua marca e ainda obter resultados surpreendentes, mas hoje isso já não funciona como antes.

Nos tempos modernos, as marcas precisam gerar valor, de preferência, antes de uma transação comercial. A atração dos novos consumidores, especialmente os mais jovens, não estão mais voltadas para os canais mais tradicionais de publicidade, como a TV, o rádio e os jornais impressos.

Nesse contexto, é natural que a redação publicitária tenha se adaptado. Afinal, os formatos e canais também se atualizaram, ao passo que a atenção do consumidor está cada vez mais sendo disputada por empresas de todos os portes — inclusive as menores. Agora, os pequenos negócios conseguem competir com grandes marcas, devido aos preços acessíveis das soluções e as facilidades do marketing digital.

Objetividade e diversidade de canais

Se antes, escrever para pessoas significava produzir um artigo de cinco páginas para uma revista impressa (o que ainda ocorre, é verdade), hoje existe uma necessidade de informação mais concisa e disponível em canais mais atuais, como redes sociais, blogs e newsletters.

Estar ciente dessas evoluções é essencial para qualquer empreendedor que pretende obter bons resultados com os investimentos em marketing digital. Você já notou algum conteúdo igual em redes sociais diferentes? Então sabe que isso soa, muitas vezes, errado. Um exemplo é quando um youtuber publica um vídeo no Facebook ou Instagram sem alterações, pedindo para curtir e assinar o canal.

Atenção do consumidor

Hoje, as telas são diferentes, o tempo das pessoas é menor, o volume de informações é maior e a atenção está dividida não somente entre empresas, mas entre mídias. Ao mesmo tempo que o consumidor assiste TV, ele conversa com amigos em aplicativos de mensagens como o WhatsApp e faz seus posts nas redes sociais.

Essa nova dinâmica exigiu que os profissionais de redação publicitária se adaptassem não só para mudar o formato e a linguagem dos conteúdos, se adequando à nova realidade dos dispositivos eletrônicas, mas também sendo mais conciso e objetivo para conseguir se comunicar bem com poucas palavras, como explicamos a seguir.

Características da redação publicitária

Antes de explicar mais sobre os aspectos da redação publicitária, é importante notar que o básico continua igual. Isto é, antes de escrever um artigo, você precisa ter um objetivo definido, conhecer as suas personas, fazer pesquisas de mercado e adequar a linguagem da sua empresa. E não estamos falando sobre diferentes idiomas.

Se você quer que a sua audiência tome uma ação, como comprar um produto ou se inscrever em uma newsletter — você precisa falar uma linguagem que ela entenda e aprecie. Não adianta utilizar jargões se isso não fizer nenhum sentido para as personas da sua empresa.

Pesquisa de mercado é essencial

Nesse aspecto, a pesquisa de mercado continua sendo um importante passo para quem deseja entender o consumidor e de que maneira se posicionar. A diferença é que hoje ela pode ser feita de muitas formas, até mais baratas, utilizando formulários online, por exemplo, e soluções como o Facebook Insights e relatórios do Google Analytics.

Aliás, algumas dessas soluções também ajudam a entender o comportamento do consumidor e otimizar a sua redação publicitária. Por exemplo: há alguns anos, se você escrevesse uma palavra errada, ou que não fizesse muito sentido para o leitor em uma revista, não havia muito o que fazer para consertar, não é mesmo?

Experiência do usuário também é importante

Hoje, você pode utilizar relatórios e até aplicativos como o Hotjar e Smartlook para acompanhar os movimentos do internauta e gerar insights sobre o que pode ser editado, para que ele entenda melhor o texto e performe as ações que você deseja.

Outro ponto interessante é que a redação publicitária atual valoriza a criatividade e simplicidade, buscando utilizar uma linguagem menos formal e mais humana. Em geral, podemos dizer que os profissionais da área procuram escrever textos baseando-se nos seguintes aspectos:

  • clareza: o público-alvo precisa entender a mensagem;
  • concisão: é preciso atrair a atenção do usuário em pouco tempo e, por isso, procura-se expressar muito bem com poucas palavras, sendo mais objetivo;
  • interesse: não só atrair a atenção do público-alvo, mas gerar valor e ser mais interessante do que outros conteúdos e empresas;
  • proximidade: entender bem e escrever para as personas da empresa, como quem fala com um conhecido pela internet;
  • persuasão: os textos devem conter elementos e um formato que ajude a convencer as personas da essencialidade de suas soluções.

Dicas de redação publicitária

Você mesmo, ou a sua equipe, produz os conteúdos para as campanhas de marketing digital da empresa? Então confira as dicas a seguir para criar textos incríveis de acordo com as melhores práticas de marcas na internet.

Escolha bem os canais de divulgação para a sua empresa

Não é por que todo mundo está no Instagram que a sua marca deve criar um perfil e seguir o mesmo comportamento. Antes de investir em uma mídia social, pesquise. Entenda se a sua persona está na rede, como se comporta e que tipo de informação busca. E lembre-se: a prioridade, nesses canais, é o engajamento.

Sendo assim, cuidado com o excesso de conteúdo comercial. Seja mais social e interaja com os seus seguidores. Escreva de acordo com a personalidade da sua marca e de seus consumidores. Não tente vender produtos a todo momento, pois esses canais não são prioritários para isso.

Planeje os assuntos

Antes de escrever artigos, saiba quais assuntos interessam à persona e, com base nisso, planeje seus conteúdos. É importantíssimo criar pautas para tudo aquilo que você for produzir. Saiba quais são os seus objetivos, quem é a audiência e como gerar valor com antecedência. Assim, além de garantir a frequência de publicações, você mantém um discurso coeso.

Tenha cuidado ao usar emojis e gifs

Você já deve ter notado que muitas marcas utilizam carinhas engraçadas e vídeos em loop para expressar sentimentos e engajar suas personas. Essa estratégia, porém, não funciona para todas as empresas. É verdade que esse tipo de conteúdo cativa as pessoas, mas, em exagero, pode prejudicar a imagem, especialmente se a companhia tem uma personalidade mais formal.

Estruture as frases

Você já ouviu falar em escaneabilidade? Sabe quando você lê um artigo na internet organizado em vários intertítulos, pequenos parágrafos e frases com poucas palavras? Essa estrutura tem o objetivo de proporcionar uma melhor experiência para o internauta. Quando usamos um smartphone para acessar à internet, muitas vezes os elementos ficam próximos uns aos outros e esses espaços ajudam o usuário a não perder o fio da meada durante a leitura.

Contrate um redator publicitário

Se você não conhece as diferentes mídias e formatos, não entende muito sobre marketing digital ou não tem tempo para estudar sobre neuromarketing, copywriting e assuntos relacionados, considere contratar uma agência para complementar à sua equipe os conhecimentos que ainda faltam à empresa.

Após ler este artigo, você compreende como a redação publicitária é influenciada pelo marketing digital que também evoluiu com o surgimento de novas tecnologias e as mudanças no comportamento do consumidor?

Atrair pessoas está mais difícil e, por isso, as empresas precisam ter mais cuidado quando o assunto é o uso de palavras e conteúdos ideais. Avalie o que a sua marca já produziu e procure por erros ou pergunte a opinião de um profissional. Assim, você poderá entender onde pode ter errado e o que fazer para otimizar seus resultados na internet.

Aproveite que está aqui e leia ainda mais sobre o assunto em nosso e-book sobre como se posicionar em cada uma das mídias sociais.

HQT
Autor

Escreva um comentário

Share This